31 de Agosto Dia do Nutricionista - Muito mais que dieta, promoção da saúde e bem estar

Fonte: Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário

Muito além de uma dieta equilibrada, e acima de tudo, livre de modismos ou radicalismos, uma vida saudável está pautada na conscientização. Em virtude da melhoria e do desenvolvimento dos estudos acerca da qualidade da alimentação e de todo o campo da nutrição, a Associação Brasileira de Nutrição (Asbran), instituiu o dia 31 de agosto como o Dia do Nutricionista, pois foi nessa data, no ano de 1949, que a associação foi fundada. Até então, o curso de nutrição não era regulamentado como profissão. Foi somente em 1967 que o profissional da área passou a ser reconhecido e amparado pela lei na execução de seus serviços.

Esses profissionais atuam na preparação de dietas e cardápios, fiscalizam a produção de alimentos em diversos locais, verificam o preparo de programas alimentares públicos, acompanham dietas de atletas, e muito mais.

A nutricionista, Ana Carolina Zinato Santos Ramalho, de 41 anos, formada há mais de oito anos, salienta que é necessário levar informações para a população sobre a importância da boa alimentação, incentivando escolhas e hábitos saudáveis, e não somente isso, "as pessoas precisam aprender a balancear, não precisa cortar o que gosta, apenas comer pequenas quantidades. É necessário criar práticas que promovam uma melhor qualidade de vida."

Segundo Ana Carolina, seguir uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, fibras, cereais e carnes magras é a principal indicação para manter o equilíbrio e o perfeito funcionamento do corpo. E não somente isso, é fundamental saber a origem do alimento que se come. "70% dos alimentos consumidos no país são provenientes da agricultura familiar, o que promove a qualidade de vida", informa.

Hoje, a maioria da população já sabe da importância de ingerir os alimentos em pequenas quantidades, e por várias vezes ao dia. Essa prática acelera o metabolismo, o que facilita a digestão.

O triatleta e estudante de nutrição, Lucas Fernandes Brito, de 20 anos, escolheu cursar nutrição pela necessidade de profissionais preocupados em instruir a população sobre o que de fato deve-se ou não fazer, respeitando sempre a particularidade de cada pessoa no que diz respeito a sua alimentação e seus hábitos. "Como atleta na modalidade endurance (longas distâncias e longa duração), a nutrição é o pilar fundamental da performance. Por ter um gasto calórico considerável, é possível com o conhecimento, ter a consciência de como minha alimentação no dia a dia deve ser feita para que eu mantenha a qualidade do exercício sem uma fadiga precoce", pondera.

Alimentação Orgânica

A produção orgânica no Brasil cresce 30% ao ano, aumento que se justifica pela busca constante da população por uma alimentação mais saudável e livre de substâncias tóxicas. E os benefícios não se limitam somente aos consumidores de produtos orgânicos, se estendem às áreas de cultivo e às técnicas aplicadas que incentivam a conservação do solo, preservação da água e redução de poluentes.

Uma dieta equilibrada e completa deve ter carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas, fibras e minerais. Todos esses componentes são fundamentais para o bom funcionamento do organismo. Os alimentos e os nutrientes presentes neles são o combustível e a cura natural do corpo humano.

O nutricionista, Jean Francisco Paiva, 25 anos, salienta que a alimentação nutritiva e saudável melhora a saúde no geral: disposição, energia, concentração, sono e prevenção de doenças. "É necessário fazer do alimento seu medicamento, pois a alimentação saudável aumenta a qualidade de vida, desenvolve o corpo e a mente e fortalece as defesas do organismo."

O desenvolvimento saudável também é um convite ao autoconhecimento e à noção do universo alimentar e diversificado que nos cerca. "Isso é um estimulo para saber o que se está comendo e o que isso agrega ao próprio corpo. A nutrição anda de mãos dadas com a gastronomia. A saber, comer também é cultura", justifica.

Alimentação saudável aumenta a qualidade de vida, ajuda a desenvolver o corpo e a mente e fortalece as defesas do organismo. Nutrir vai além de comer, é uma oportunidade de educar e criar bons hábitos. O objetivo principal da nutrição jamais deve ser superficial, em busca unicamente da estética. Saúde é o todo. Afinal, você é o que você come. A nutrição é imprescindível e essencial à existência humana.

Dicas para uma alimentação saudável:


1. Aumente e varie o consumo de frutas, legumes e verduras: Recomenda-se o consumo de 5 porções ao dia.
2. Reduza o consumo de sal.
3. Não pule refeições: Faça pelo menos 3 refeições e 1 lanche por dia.
4. Reduza o consumo de álcool e refrigerantes.
5. Reduza o consumo de doces: tente substituir os bolos, biscoitos e outros alimentos ricos em açúcar por frutas. Limite a ingestão para no máximo 1 vez por semana.
6. Beba água: Água ajuda na filtração renal, na eliminação das toxinas da alimentação, hidrata pele, cabelo e melhora o funcionamento do intestino. O consumo necessário varia de acordo com o organismo, mas cerca de 1.5L por dia é uma boa média para se basear.