Em busca do desperdício zero

Cada dia mais tem se falado sobre a importância e necessidade de cuidarmos do planeta terra, evitando o desperdício. Preservando-o com atitudes sustentáveis que agreguem valor ao meio ambiente e que deixem de destruir a natureza e nosso habitat.

Um conceito que tem tomado conta de todo o mundo é o desperdício zero. Parece impossível abraçar uma iniciativa como esta, principalmente, para a população brasileira, que tem sua rotina estabelecida.

No entanto, para muitas pessoas essa questão vem sendo vista como viável e muito possível ser aplicada no dia a dia. Mas a questão é, por onde começar?

O conceito é baseado em cinco pontos importantes:

  • Recusar o que não precisamos
  • Reduzir o que precisamos
  • Reusar
  • Reciclar o que não podemos usar
  • Compostar o restante

Iniciativas vêm surgindo em todo o território global, principalmente, para ajudar quem quer começar a produzir cada vez menos lixo, até que chegue finalmente, ao desperdício zero.

A voz principal do movimento é da Bea Johnson, com diversos livros publicados, no qual falam a respeito do tema. Além disso, ela dá palestras e fala sobre assuntos diversos em vários lugares do mundo. Sua família inteira produz um pequeno frasco de lixo por ano, desde 2008.

Mesmo sabendo que o conceito começa com cinco pilares. Quais passos é preciso dar para chegar até o grande objetivo da campanha?

Simples! Com pequenas atitudes, como fazer compras de produtos a granel, levar suas próprias embalagens ou utilizar sacolas retornáveis. Parece tão pouco, mas é o caminho para que a poluição do lixo diminua.

O poder de mudar o mundo está em nossas mãos! Garanta o seu futuro e da nova geração, preserve o meio ambiente por meio de atitudes sustentáveis e construa um planeta rico em sustentabilidade e saúde.

Comece com pequenos gestos:

Apague as luzes

O sol é a melhor luz por ser natural. Use-a e deixe a lâmpada da sua casa apagada durante o dia. O desperdício de energia elétrica é imenso e dentro das residências seu gasto só aumenta.

Cultive plantas em casa

Você sabe de onde vem à comida que você costuma comer? Poucos sabem responder...

Por que não produzir o seu próprio alimento? Desta forma, você gera uma atitude sustentável, evita o desperdício e come de modo saudável, afinal, ter uma horta faz bem para a saúde e diminui o estresse.

Não deixe aparelhos eletrônicos em stand-by

Leve essa dica para a sua casa e também para o seu trabalho!

Se no local onde você trabalha ou na sua residência possui aparelhos eletrônicos que não estejam sendo usados, desligue-os ou simplesmente tire-os da tomada.

A função stand-by é uma inimiga para as contas de energia elétrica, representando até mesmo 12% do consumo total de uma casa ou escritório.

Ande menos de carro

Sempre que puder, opte por não andar de carro, o uso dos mesmos não é nada sustentável, e é o que mais gera poluição.

Há inúmeras opções de transportes sustentáveis. Seja a pé, de bicicleta ou transportes públicos como ônibus, metrô e trem.

Compre alimentos orgânicos

Tente optar por produtos orgânicos, sua produção respeita o ciclo de vida dos animais e do meio ambiente, evitando contaminação na água, vegetação e solo.

A vantagem de consumir produtos orgânicos é que você fica livre de hormônios, agrotóxicos ou qualquer produto químico.

Recicle

Separe o seu lixo orgânico do reciclável e use a coleta seletiva da sua cidade. Além disso, é possível procurar empresas que reciclam materiais como alumínio, plástico, papel e etc.

Para o lixo orgânico, há diversas maneiras de reciclar, você pode utilizar para
compostagem, por exemplo.

Troque o ar condicionado por ventilador

Que tal voltar aos velhos tempos?
O uso do ventilador ao invés de ar condicionado é muito mais sustentável. Pois pode chegar a gastar 90% menos energia do que o ar condicionado.

Use pilhas e baterias recarregáveis

Muitas pilhas e baterias são vendidas pelo mundo inteiro, mas a maioria não é recarregável.

Uma pilha ou bateria recarregável pode durar o equivalente a mil descartáveis, significando menos produtos químicos e menos resíduos descartados de forma inadequada. Além de ser uma economia para o consumidor.

Consuma menos carne

Um dos principais efeitos estufa é a produção de carne em escala global.

Um setor também responsável pelo desmatamento de florestas é o da agropecuária, pois ocupa grande área de pastagem para criação de gado. Sem contar, que consome muita água e energia durante o processo.

Use menos papel

Usar papel significa consumir florestas e ecossistemas inteiros. Substitua-os por tablets, celulares, notebooks e outros eletrônicos.

No entanto, se o uso do papel for realmente necessário, utilize folhas recicladas.

Utilize lâmpadas LED

Troque suas luzes incandescentes por lâmpadas LED, pois elas gastam muito energia.

O LED é muito econômico e possui vida útil maior.

Plante árvores

Plante mais árvores! Elas contribuem para a purificação do ar e conservação da água, auxiliando na recuperação da capacidade produtiva do solo, combatendo a erosão e aumento da diversidade biológica.

Além do que, as árvores deixam os ambientes mais bonitos e frescos com sua sombra e vento.