Estação Experimental de Itapetininga promove replantio de 303 hectares de pinus

Fonte:  Do Portal do Governo do Estado de São Paulo

Desde dezembro de 2019, a Estação Experimental Itapetininga do Instituto Florestal (IF) do Estado de São Paulo, por meio da Fundação Florestal (FF), está plantando 303 hectares de Pinus elliottii. As mudas foram selecionadas e melhoradas para a produção de resina no viveiro do local pelos pesquisadores do IF.

O plantio leva em consideração as normas mais atuais em cultivo de baixo impacto, que consiste na eliminação dos resíduos com picadores e outras máquinas, além de equipamentos que trituram e incorporam o material orgânico na terra.

"As plantas, galhadas e tocos ficam em condições favoráveis para incorporação e proteção do solo. Isso favorece a proteção contra erosão, a retenção da água e a qualidade do solo com nutrientes", explica o gestor da unidade, José Antônio de Freitas.

Atualmente, no canteiro de plantio trabalham 25 funcionários que recebem orientação dos pesquisadores, engenheiros e biólogos do IF e da FF. A previsão é de que o plantio e a manutenção acorram até dezembro de 2021. O último replantio realizado na estação foi realizado há mais de dez anos.

A área é remanescente do corte final comercializado pela Fundação Florestal há cinco anos e a madeira foi utilizada para beneficiamento em serrarias da região na fabricação de tábuas, pontaletes, vigas e pallets. Parte da madeira é usada como energia na forma de lenha ou picada em cavacos.