Fotossíntese artificial, saiba mais

A fotossíntese artificial é um processo comum das plantas. É o momento em que realizam a troca de gás carbônico presente na atmosfera por oxigênio, produzido durante esse processo.

Para realizarem a fotossíntese, as plantas precisam da luz do sol. Provavelmente, você deve se lembrar das aulas de biologia, nas quais estudou, que durante o dia os vegetais absorvem gás carbônico e eliminam oxigênio, enquanto, que durante a noite o processo contrário ocorre.

Sabendo que plantas transformam gás carbônico em oxigênio, sabemos também que são importantes para manter a qualidade do ar e aumentar a quantidade de oxigênio disponível. Ou seja, o processo de fotossíntese é muito importante.

Mas, você sabia que estudos levaram muito além disso, sendo possível criar a fotossíntese artificial? Exatamente, uma placa de metal com elementos semelhantes aos que estão presentes nas folhas das plantas é capaz de realizar fotossíntese.

No entanto, cientistas foram mais longe e afirmam que a fotossíntese artificial serve muito mais do que para contribuir com a redução de gás carbônico na atmosfera!

Água, o novo combustível

O estudo realizado a partir da fotossíntese das plantas (que resultou na chamada fotossíntese artificial) indicou, que é possível que estejamos a um passo de um novo combustível: a água.

Já imaginou como seria um mundo onde pudéssemos nos locomover com veículos movidos a água? Isso seria fantástico, afinal, esse é um recurso que pode ser reutilizado e como a fotossíntese artificial utiliza a água.

A ideia é produzir um combustível que use dois elementos comuns: o sol, que temos à nossa disposição durante o dia, e a água.

Como você bem sabe no processo de fotossíntese, mais do que realizar a troca gás carbônico por oxigênio, as plantas estão produzindo seu alimento. Ou seja, seu combustível e sua energia. E usam não apenas o sol, como também a água.

Na fotossíntese artificial o processo é o mesmo. A molécula de água é quebrada com a ajuda da luz solar e de outras moléculas, e então, separada em oxigênio e hidrogênio.

Como funciona a fotossíntese artificial

Na fotossíntese artificial é utilizado um material a base de porfirina, que se comporta de forma semelhante a uma das moléculas que estão presentes nas plantas.
Quando exposto ao sol e a água, o material se comporta de forma parecida as plantas e realiza a fotossíntese.

Apesar de ser um avanço e tanto e a descoberta de uma possível nova forma de energia, o processo ainda é caro se comparado a outros combustíveis e a quantidade de energia produzida.

Segundo cientistas envolvidos, a ideia agora é descobrir como aperfeiçoar e baratear o processo, para que futuramente a fotossíntese artificial possa vir a competir com outras fontes de energia e até mesmo vir a ser uma alternativa.

Além da ideia de criar fontes novas de energia, tudo que foi descoberto e a própria fotossíntese artificial pode ser utilizada na agricultura, como forma de acelerar o processo de crescimento e amadurecimento de determinadas plantas.